Notícia publicada terça-feira, 05 de setembro de 2017

O músico Amilcar Christófaro, baterista do TORTURE SQUAD, publica o texto abaixo referente ao que vem sendo comentado acerca do show em Brasília.

“”Eu não estou aqui para viver sob suas expectativas e você não esta aqui para viver sob as minhas” Bruce Lee

“Acho que essa filosofia do mestre diz muito do que sigo e ela esta na música Hero for the Ages do nosso novo álbum Far Beyond Existence.

“Em um dos dias da tour, o Rafael Galbes (Restless) booker da turnê, me mostra no seu cel um link de um site dizendo que o Torture Squad tinha tirado a banda de White Metal ‘Soul Factor’ do show que irá acontecer em Brasília… Olhei pra ele e falei “O que ta acontecendo?”

“Então ele me disse que a May (vocal do TS) comentou com ele que a banda era de White Metal e que seria legal tomar cuidado para o evento não ser boicotado pelos bangers, (o que pra mim o fan de TS sempre esteve muito acima disso mas já não tinha mais o que fazer) ele entendeu isso como um “tire a banda do evento”, e assim mandou um recado (audio whatsapp) para o promotor.

“Parece que o promotor mandou esse áudio para a banda de White Metal, para mostrar do porquê que ele iria tirá-los do evento, e depois disso o assunto tomou uma proporção, que ao meu ver, supervalorizada.

“Falaram que o áudio era meu, que eu tirei a banda, que eu era preconceituoso e bla, bla, bla… Na verdade, infelizmente, uma grande parcela de seres humanos tem o triste defeito de falar coisas sem conhecimento, e hoje com internet, bum…espalha como fogo na palha…Ainda mais sendo para questionar e difamar, o que é extremamente triste.

“Eu não procuro esse tipo de coisa, eu foco na minha vida, com a minha banda, com a minha música, com a minha bateria e neste exato momento, na minha tour. E mesmo com essas mentiras que estão rolando em relação a mim, me difamando sobre ser preconceituoso e etc, eu estava na minha pensando, “Não vou falar nada sobre isso pois se eu falar, vou supervalorizar essa situação que pra mim não merece essa atenção toda, então vou ficar na minha porque como sempre (em vinte quatro anos de banda você deve imaginar o que já passamos) com o tempo a verdade virá a tona e ficará tudo certo”

“Só que mesmo eu na minha o assunto vinha até mim, e isso começou a me desconfortar, principalmente quando amigos próximos começaram a me mandar o tal link se dizendo preocupados com o que estão falando de mim, (pois meus amigos verdadeiros realmente me conhecem) e isso foi o estopim (ainda se usa essa expressão?) para eu estar aqui escrevendo essas palavras.

“Como já disse, uma parcela das pessoas se preocupam muito em julgar as outras, principalmente se for para denegrir, ao invés de realmente refletir sobre o assunto, e o pior, não dão a mesma atenção quando acontece algo de bom, e dou alguns exemplos..

“No começo dos anos 90, fizemos alguns shows com a banda de White Metal Berit, do Claudio Tibérius, que se tornou amigo, foi o diretor/camera man/editor, enfim, tudo do primeiro videoclipe do TS, Abduction Was The Case, e que continua um querido amigo. Ninguém aplaude quando sabe disso.

“Nos anos 2000 dividimos o palco com o Eterna, uma banda declaradamente white Católico… Tocamos, ninguém comenta nada de bom também…

“Se eu vou em um restaurante e vejo que só tem uma marca de cerveja que eu não gosto, e por isso eu peço vinho, então isso irá fazer os adoradores de cerveja se levantar de suas mesas inconformados falando, “Olha esse cara, mó preconceituoso, não gosta de tal cerveja”… claro que não… é simplesmente a minha opção, o meu gosto e nada mais… Não há desrespeito ou preconceito em não gostar da cerveja, o desrespeito e o preconceito estão na mente das pessoas que só querem ver o circo pegar fogo.

“O que estou querendo dizer é que pra você gostar ou ter uma opinião sobre algo você nao está automaticamente desrespeitando outras opiniões que são diferentes da sua, é só um opiniao diferente… É assim que vivo minha vida.

“E vejo esse episódio da mesma forma, eu respeito o estilo White Metal, mas isso não quer dizer que eu goste ou me sinta a vontade de estar próximo…E falando abertamente, eu não me simpatizo com a ideologia (lembre se, não simpatizar não é não respeitar)…Lembro de quando comecei a conhecer várias bandas com amigos emprestando fitas cassete e tal, no meio dos Bolt Thrower, Miasma, Death, Vader, Cancer, Morbid Angel tinha Mortification, Tourniquet, Trouble porque sempre andei no meio dos bangers que curtiam som acima de tudo, só que hoje vejo que essas bandas naturalmente eu não continuei escutando mais porque o som não me pegou (assim como outras bandas também que deixei de escutar e não necessariamente são de white metal ) e depois de sacar as letras também não me ajudou em nada a voltar a escutar…

“Enfim, questão de gosto e não de preconceito, simples assim.

“O que vejo sobre a May ter comentado com o Rafael, que falou com o produtor do show é que foi um ímpeto de querer proteger o show da banda de qualquer picuinha que pudesse aparecer, foi isso. Sem pensar em denegrir ou agir com preconceito sobre alguma coisa.

“Banda é assim… é um conjunto de pessoas, mas continuam sendo indivíduos com opiniões próprias buscando o melhor pra banda em comum… um exemplo é o Slayer que de um lado tem o Tom Araya que é religioso assumido e do outro tem o Kerry king com ‘God Hate us all’ tatuado no braço, e por causa desse laço de vida (banda) que têm juntos que os dois sempre irão pensar no melhor a se fazer em toda situação.

“Se você não curte alguma pessoa fatalmente você não irá deixar ela entrar na sua casa, e não cabe a ninguém te julgar por causa disso.

“E como sempre tivemos a nossa música à frente de tudo, essa é a primeira vez que acontece algo desse tipo nesses vinte e quatro anos de banda, e como sempre tentamos pegar algo de bom de qualquer situação, isso já serviu para conversarmos mais ainda sobre como tratar assuntos relacionados a banda.

“Sou obrigado também a comentar um fato… Em todo esse tempo já tocamos nos mais variados tipos de fest, com bandas de punk, alternativo, até tocamos em um fest na Lethonia com o Ten Years After antes da gente (Sim, o Torture Squad foi headliner de um fest onde o Ten Years After, banda inglesa de rock progressivo que tocou no woodstock em 1969 tocou antes da gente, tendo o Jamaicano do Reggae Jimmy Cliff fechando o outro dia).

“E claro, já tocamos com bandas de Black Metal também e nunca tivermos nenhum problema… Já com bandas de White Metal no mesmo evento foi o oposto.. Fora as bandas que citei, sou obrigado a comentar de um show que fizemos em uma cidade do Paraná, (Chaos Corporation Tour) onde um fã de White Metal chegou no lugar com uma corrente na mão querendo bater em todo mundo (em nome de Deus será?), querendo estragar os instrumentos e tudo… o que é isso??

“Pois é, nunca tivemos problema com bandas e fãs de Black Metal, já com o White Metal não posso dizer a mesma coisa infelizmente… e isso é um fato. E nem por isso falo mal do estilo, e só estou comentando essas coisas agora por causa da situação… Como disse eu respeito, mas pra mim, como diz a expressão moderna, cada um no seu quadrado, e as pessoas concordando ou não, tem que entender que essa é a minha opinião, sem preconceito. E sei que tem muitas bandas que tem a mesma opinião que a minha mas prefere o silêncio… Ok cada um é cada um.

“O Metal foi inventado com o Geezer Buttler passando na frente do cinema e ficando impressionado das pessoas pagarem para sentir medo do filme ‘Black Sabbath’, e não ‘A Paixão de Cristo’.

“A bandeira do metal é a bandeira do acredite em você mesmo (apesar do punk ser mais conhecido pelo Do it your Self), mas o objetivo do metal é te libertar de dogmas, e se tiver algum, fatalmente será o oposto do que falam que é o “certo”, por isso que pra mim a temática Black Metal se encaixa mais no metal do que o White Metal. Você pode dizer “Mas o Ozzy sempre fala God Bless you all depois dos shows”… Mas o que ele eternizou cantando é “My name is Lucifer, please take my hand”.

“E qual a conclusão que chegamos? Que o Metal é um espaço para dar vida a arte livre, é uma magia, e não de pregar e tentar trazer pessoas para uma igreja. Já tem pastores que engana seus fiéis a muito tempo… (Sei que deve ter os do bem, mas é difícil de acreditar, assim como acreditar que há políticos honestos no Brasil. Sei que tem, mas é difícil de acreditar).

“Como já dizia os mestres do RDP “O pastor do seu Deus ta enganando você.” A Música Metal é libertadora por si só, livre de tudo.

“E nem por causa disso eu vou deixar de tomar uma cerveja (ou vinho?) com algum amigo que toque White Metal só porque divergimos sobre esse assunto…seria a mesma coisa se eu soh tivesse amigos corintianos por exemplo…

“Independente de quem divide o palco com o TS nós sempre estaremos lá para tocar nossa música como sempre foi, e cada um acredite e faça o que quiser pois nós estaremos fazendo o nosso como sempre.

“Respeitem a opinião das pessoas, não façam novelinha, a vida é muito curta para isso… não levem como preconceito um simples gosto ou opinião diferente da sua. Mal é o que os extremistas religiosos estão fazendo hoje em dia, matando inocentes, isso sim é motivo para discutir em rede social para tentar achar um solução pra essa loucura.

“União no Metal é essa tour que estamos fazendo com o Warcursed, Reconing Hour e Hatefulmurder, onde todos estão num bus rodando o Brasil de norte a sul com 26 shows em 30 dias, dividindo, carregando e descarregando equipamento todos os dias, trocando informações, preocupados um com o outro como uma verdadeira família do metal que se tornou, tendo motoristas, tec de som, roadies, vendedora de merchandising, booker e tour manager trabalhando para acima de tudo fazer a coisa acontecer, e claro, com os bangers comparecendo em todos os shows, seja na segunda feira ou num sábado….Esta sendo emocionante presenciar isso no meu país e com a minha banda, sou muito grato por estar vivenciando isso.

“Isso sim é uma união que muitos fingem não ver ou simplesmente faz vista grossa. Realçar uma tour histórica pelo nosso país ninguém faz questão, agora quando é para meter o pau e julgar ta todo mundo antenado né? Losers (vocês sabem quem são vocês)

“Para todos que espalharam mentiras ao meu respeito, faça um favor a sua vida, cuide dela.

PAZ, AMOR & METAL”

Mais sobre a banda e sua turnê pelo link:
https://www.facebook.com/torturesquad/