Notícia publicada terça-feira, 26 de abril de 2016

Heavy Metal Online – A banda aposta na temática de conflitos políticos, ideológicos e culturais em sua composições, tudo em português. Porque vale à pena fazer Metal em nossa língua nos dias de hoje, onde a minoria das bandas por aqui seguem esse caminho?

Maurício – Traduzam as letras de grandes clássicos do metal inglês, norte-americano, alemão e perceberão que tem muita merda. Tentamos fazer arte, no instrumental e nas letras. Os temas que você citou realmente nos atraem e nos interessam. Nossa mensagem é séria, principalmente neste período de crise do país. A música sempre foi um instrumento muito poderoso de denúncia e de transformação social, mesmo quando tentaram calar a sua voz. Infelizmente o caminho do metal em português ainda é estreito, mas estamos dando a nossa contribuição para torná-lo mais forte.

Heavy Metal Online – É possível notar na sonoridade influências de nomes clássicos como Black Sabbath, principalmente. Ao mesmo tempo a banda não apresenta o “mais do mesmo” de vários outros grupos e tem momentos originais e peculiares em seu som. Como mesclar essa influência do Sabbath com o “toque” pessoal de cada músico, tornando o resultado satisfatório?

Maurício – É um grande prazer conciliarmos nossos toques pessoais para montar músicas novas, principalmente pelo fato de não sermos muito “virtuosos”. Gostamos de músicas simples, mas boas. Sabe o Rock Progressivo? Acredito que o Ministério da Discórdia toca Rock Regressivo, pois acreditamos que nossa música é uma informação que já deve chegar “mastigada” aos ouvidos do público. Temos uma enorme preocupação em não ficar muito parecido com nossas influências e sim incluir a nossa pegada própria. Acho que nossa pegada própria já está fluindo naturalmente, e perceberão no nosso próximo trabalho.

Leia a entrevista completa:
http://heavymetalonline.com.br/2016/04/11/ministerio-da-discordia-o-caminho-do-metal-em-portugues-e-estreito-mas-estamos-dando-a-nossa-contribuicao/

Contato: ministeriodadiscordia@gmail.com

Sites relacionados:
www.facebook.com/ministeriodadiscordia
www.metalmedia.com.br/ministeriodadiscordia