Notícia publicada sexta-feira, 31 de maio de 2013

F.L. – O QUE MUDOU COM O TEMPO E EXPERIÊNCIA NA FORMA DO NERVOCHAOS COMPOR SUAS MÚSICAS E UM NOVO TRABALHO?
Edu: 
Não acredito que houveram grandes mudanças, o que aconteceu é que nós amadurecemos bastante e as mudanças de formação também influenciaram para inclusão de novos elementos a nossa musica, mas sem deixar de ser fiel as nossas raízes e a nossa proposta inicial. Com o tempo você começa a perceber o que funciona melhor ao vivo, mas o nosso processo de composição e a forma de fazermos isso continua igual.

F.L. – O NERVOCHAOS SURGIU NA METADE DA DÉCADA DE 90 FASE EM QUE O HEAVY METAL E SUAS DIVERSAS VERTENTES INICIAVA UM CAMINHO E FASE MAIS EXPERIMENTAL, VÁRIOS ELEMENTOS ALTERNATIVOS SENDO INSERIDOS A MÚSICA EXTREMA, TRAZENDO DESCONTENTAMENTO PARA BOA PARTE DOS VELHOS BANGERS E FAZENDO NASCER UM NOVO PÚBLICO E NOVA GERAÇÃO DE FÃS. COMO A BANDA, QUE FAZ UM DEATH VISCERAL E TÉCNICO ENCAROU ISSO AO LONGO DO TEMPO – JÁ HOUVE MOMENTOS EM QUE VOCÊS TENHAM CONVERSADO E DEBATIDO SOBRE QUAL O CAMINHO A BANDA SEGUIRIA, SE ADOTARIAM NOVOS ELEMENTOS OU FARIA MUDANÇAS NA PROPOSTA MUSICAL AO GRAVAR UM NOVO TRABALHO?
Edu: 
Nós nunca nos prendemos a rótulos pré-estipulados e sempre navegamos livremente entre as diversas vertentes da musica extrema. Jamais iremos trair as nossas raízes e/ou a nossa proposta inicial. Além disso, nunca nos preocupamos em agradar essa ou aquela tribo, sempre fizemos somente aquilo que gostamos, então os modismos que vão e vem nunca foram um problema para a banda. Já houveram diálogos e debates internos sobre o assunto, mas aqueles que não concordaram ou mudaram a linha de pensamento acabaram saindo da banda. Temos uma identidade e isso será sempre preservado, a qualquer custo.

Ouça uma música:

Contato para shows e mercandise: nervo666@hotmail.com

Sites Relacionados:
www.facebook.com/NervoChaos
www.myspace.com/nervochaos
www.metalmedia.com.br/nervochaos